Quando decidi levar a literatura mais a sério, lá pelos idos de 2011, criei uma meta de leitura ambiciosa. Escolhi 55 clássicos para ler até 2017 e, terminado o prazo, revisei a meta até 2020. O objetivo era consumir pelo menos 70% deles no período estipulado. O resultado nunca foi tão satisfatório, por N motivos. No primeiro momento foram 20 obras lidas e outras sete na estante, totalizando 36% da meta. No segundo, 7 lidos e outros 2 na estante, fechando com vergonhosos 28%.

Mas o cenário para a próxima fase é outro. Meus livros da estante estão finalmente acabando e, com isso, vou poder me dedicar às obras que eu determinar aqui. Também vou manter a perspectiva de manter paridade entre autores e autoras, tentando trazer uma maior diversidade para minha leitura. Ou seja, mais possibilidade de cumprir no prazo estipulado. A intenção ainda não é ler tudo, mas se eu conseguir atingir 80% dos 30 selecionados (ou seja, 24), já estou feliz.

Enfim, vamos começar a brincadeira. Aqui estão os livros selecionados para os próximos quatro anos:

Não lidos

  1. As aventuras de Huckleberry Finn – Mark Twain
  2. As meninas – Lygia Fagundes Telles
  3. Capitães de areia – Jorge Amado
  4. Jane Eyre – Charlotte Brontë
  5. Crime e castigo – Fiódor Dostoiévski
  6. O segundo sexo – Simone de Beauvoir
  7. Dom Casmurro – Machado de Assis
  8. Obscena Senhora D – Hilda Hilst
  9. Ensaio sobre a cegueira – José Saramago
  10. Orgulho e preconceito – Jane Austen
  11. Guerra e Paz – Léon Tostói
  12. Pequenos Pássaros – Anaïs Nin
  13. O apanhador no campo de centeio – J. D. Salinger
  14. Quarto de despejo – Carolina Maria de Jesus
  15. O retrato de Dorian Gray – Oscar Wilde
  16. Americanah – Chimamanda Ngozi Adichie
  17. Oliver Twist – Charles Dickens
  18. Olhos d’água – Conceição Evaristo
  19. Ratos e homens – John Steinbeck
  20. Kindred – Octavia Butler
  21. O Mestre e Margarida – Mikhail Bulgákov
  22. Vozes de Tchernóbil – Svetlana Aleksiévitch
  23. Duna – Frank Herbert
  24. Brasil: uma biografia – Lilia Schwarcz
  25. A insustentável leveza do ser – Milan Kundera
  26. Memorial de Maria Moura – Rachel de Queiroz
  27. Laços de família – Clarice Lispector

Na estante

  1. Grande sertão: veredas – Guimarães Rosa
  2. O diário de Anne Frank – Anne Frank
  3. Os miseráveis – Victor Hugo