Eu vi a Márcia hoje, antes da aula começar. Ela tava muito bonita com aquela saia e os cabelos soltos. Acho que deviam obrigar todas as meninas a sempre virem de saia. Elas ficam mais bonitas assim, com as pernas de fora. Deve ser mais fresquinho, igual quando a gente vem de bermuda. Pelo menos eu acho.

É uma pena que ela não é mais da minha sala, igual ano passado. Agora a gente só se encontra durante o recreio. Às vezes ela tá sem as amigas e dá pra conversar bastante. Mas na maioria das vezes as meninas estão por perto e fica mais difícil. Tem umas que fazem cara feia quando eu chego. Outras dão risadinhas e apontam. É estranho. Gosto mais quando a Márcia tá sozinha.

Tenho falado tanto dela que meus amigos começaram a me ignorar e mudam de assunto na hora. Até parece que nunca gostaram de uma menina antes. O Foguete ficou todo bobo quando conheceu a Júlia. Olhava o dia inteiro para uma foto dela, suspirando. Só sossegou quando ela disse que não queria nada com ele. O Felipinho, então, só parou de encher o saco por causa da Karina quando conseguiu beijá-la. Só eu que não posso falar da menina que amo?

Acho que essa história de gostar de alguém é muito complicado. Quando eu era mais novo, quase vomitava se alguém dissesse que eu estava namorando. “Meninas? Argh. Nunca na minha vida”. Hoje não consigo parar de pensar nelas. Durmo com a Márcia na cabeça. Acordo e ela ainda está lá. Acho que é isso que os adultos chamam de crescer.

Mas não me sinto bem com isso. Quando chego perto da Márcia parece que voltei a ter seis anos. Não consigo conversar direito, minha mão sua, eu começo a tremer. Em casa, ensaio cada frase que vou dizer para ela. Na hora não funciona. Não sei o que ela pensa de mim. Tenho medo dela não me querer.

Tudo que quero é deixar de ser esse menino bobo, tomar coragem e falar com ela o que eu sinto. Ter um pouco mais de confiança e confessar que eu quero ficar com ela. Tomara que ela queira ficar comigo também.

Continua…

Para ler ouvindo: Garotos II – Lenine

Esta crônica faz parte do Music Experience