Na minha cabeça inocente, achei que era impossível bater os 52 livros lidos em 2015. Então veio meio ano de desemprego e esse número virou pó. Na data de publicação deste post, contabilizei 87 lidos, número que pode aumentar até o dia 31. É livro pra caralho, não sei como consegui isso tudo. Mas antes de ver os vencedores deste ano, vamos ver quem já assumiu o pódio:

Ranking dos últimos anos
2011: 3º – Desventuras em série, Lemony Snicket || 2º – Os três mosqueteiros, Alexandre Dumas || 1º – Peter Pan, J. M. Barrie
2012: 3º – A invenção de Hugo Cabret, Brian Selznick || 2º – Jogador nº 1, Ernest Cline || 1º – A torre negra, Stephen King
2013: 3º – A dança da morte, Stephen King || 2º – O encontro marcado, Fernando Sabino || 1º – Daytripper, Fábio Moon e Gabriel Bá
2014: 3º – Mrs. Dalloway, Virginia Woolf || 2º – Lolita, Vladimir Nabokov || 1º – Sandman, Neil Gaiman
2015: 3º – O velho e o mar, Ernest Hemingway || 2º – Febre de bola, Nick Hornby || 1º – O senhor das moscas, William Golding

Enfim, vamos conhecer os donos do pódio deste ano:

2016

3º lugar: A guerra dos tronos, George R. R. Martin

Demorei para começar a ler a obra do Martin. Deixei passar o burburinho, deixei passar anos com a série televisiva no ar. Tudo porque já sabia que ia gostar muito. O livro tem todos os elementos que me prendem em uma história de fantasia. Também tem uma forte camada política, outro tema que me interessa bastante. É um belo começo para uma série que tem me agradado bastante.

2º lugar: Pequenos deuses, Terry Pratchett

Já tinha lido alguns livros da série Discworld há alguns anos e me apaixonado. Não continuei por um motivo simples: os livros não estão mais disponíveis no Brasil. Pequenos deuses é o retorno das traduções daquele que considero um dos maiores nomes da literatura de humor. A história do deus Om é um dos maiores exemplos do quão genial ele pode ser, com uma crítica mordaz à religião, às instituições e às pessoas.

1º lugar: O sol é para todos, Harper Lee

Quando terminei a última página de O sol é para todos, já sabia que ele estaria no meu top 3. O tempo só me confirmou aquilo que já sabia desde janeiro: foi a melhor leitura do ano. A história da pequena Scout é uma aula de empatia, com ensinamentos válidos até os dias de hoje. É uma história de amor, compaixão e de como lidar com as diferenças. Um puta livro que devia ser leitura obrigatória para todos os adolescentes e adultos do mundo inteiro.

Livros lidos em 2016
(As datas são relativas ao término da leitura)

07/01: O sol é para todos, Harper Lee
12/01: Escuridão total, sem estrelas, Stephen King
21/01: O torreão, Jennifer Egan
26/01: O dia em que a inspiração apareceu, Rob Gordon
28/01: As aventuras de Sherlock Holmes, Arthur Conan Doyle
29/01: Tempos extremos, Míriam Leitão
30/01: Bonsai, Alejandro Zambra
02/02: Rumah, Bruno Flores
14/02: O salmão da dúvida, Douglas Adams
17/02: As memórias de Sherlock Holmes, Arthur Conan Doyle
22/02: A sombra do vento, Carlos Ruiz Zafón
23/03: Sentimentos à flor da pele, Org. Vilto Reis e Anna Schermak
03/03: O jogo do anjo, Carlos Ruiz Zafón
07/03: O prisioneiro do céu, Carlos Ruiz Zafón
09/03: Eu fico loko, Christian Figueiredo
09/03: Eu fico loko 2, Christian Figueiredo
14/03: Muito mais que 5inco minutos, Kéfera Buchmann
25/03: O bicho-da-seda, Robert Galbraith
28/03: A volta de Sherlock Holmes, Arthur Conan Doyle
02/04: Jovem o suficiente, Felipe Gaúcho
08/04: Pequenos deuses, Terry Pratchett
13/04: O último adeus de Sherlock Holmes, Arthur Conan Doyle
02/05: Insônia, Stephen King
18/05: Guerra dos tronos, George R. R. Martin
20/05: Difícil explicar, João Ricardo Lempek
27/05: Histórias de Sherlock Holmes, Arthur Conan Doyle
05/06: Guia politicamente incorreto do futebol, Jones Rossi e Leonardo Mendes Júnior
05/06: Um estudo em vermelho, Arthur Conan Doyle
14/06: Meus documentos, Alejandro Zambra
16/06: Formas de voltar para casa, Alejandro Zambra
17/06: A vida privada das árvores, Alejandro Zambra
28/06: A fúria dos reis, George R. R. Martin
03/07: Joyland, Stephen King
18/07: Trainspotting, Irvine Welsh
19/07: O príncipe, Nicolau Maquiavel
26/07: A menina que roubava livros, Mark Zusak
27/07: Memórias do subsolo, Fiódor Dostoiévski
29/07: O signo dos quatro, Arthur Conan Doyle
05/08: Harry Potter and the cursed child, Jack Thorne/J. K. Rowling
09/08: O cão dos Baskerville, Arthur Conan Doyle
04/09: Tá todo mundo mal, Jout Jout
11/09: O vale do medo, Arthur Conan Doyle
14/09: Stephen King: Coração assombrado, Lisa Rogak
18/09: Matilda, Roald Dahl
20/09: As bruxas, Roald Dahl
26/09: A vida como ela é…, Nelson Rodrigues
30/09: Antologia da literatura fantástica, Bioy Casares, Jorge Luís Borges e Silvina Ocampo
04/10: Não faz sentido, Felipe Neto
06/10: Pc Siqueira está morto, Alexandre Matias e Pc Siqueira
08/10: Clímax, Chuck Palahniuk
12/10: O oceano no fim do caminho, Neil Gaiman
19/10: Sobre a escrita, Stephen King
20/10: Ferreiro de bosque grande, J. R. R. Tolkien
24/10: Memórias de um sargento de milícias, Manuel Antônio de Almeida
30/10: Para cada infinito, Victor Almeida
30/10: Antes do agora, Gleice Couto
03/11: Marina, Carlos Ruiz Zafón
10/11: A violoncelista, Michael Krüeger
20/11: Árvore e folha, J. R. R. Tolkien
27/11: Admirável mundo novo, Adous Huxley
01/12: Bienvenido: Um passeio pelos quadrinhos argentinos, Paulo Ramos
03/12: O menino no alto da montanha, John Boyne
14/12: O cemitério, Stephen KingSérie “BH de cada um”
30/03: Lagoinha, Wander Piroli
13/04: Mercado Central, Fernando Brant
27/04: Independência, Jairo Anatólio Lima
09/05: Rua da Bahia, José Bento Teixeira de Salles
19/05: Fafich, Clara Arreguy
23/06: Parque Municipal, Ronaldo Guimarães
30/06: Praça Sete, Ângelo Oswaldo Santos
27/07: Livraria Amadeu, João Antônio de Paula
02/08: Sagrada Família, Manoel Lobato
17/08: Pampulha, Flávio Carsalade
19/08: Cine Pathé, Celina Albano
17/08: Pampulha, Flávio Carsalade
19/08: Cine Pathé, Celina Albano
29/08: Caiçara, Jorge Fernando dos Santos
21/09: Carmo, Alberto Villas
23/09: Lourdes, Lucia Helena Monteiro Machado
27/09: Colégio Sacré Couer de Marie, Marilene Guzella Martins Lemos
08/10: Carlos Prates, Humberto Pereira
26/10: Morro do Papagaio, Márcia Cruz
28/10: Maletta, Paulinho Assunção
10/11: Montanhez, Márcio Rubens Paiva
15/12: Santa Tereza, Libério Neves
16/12: Serra do Curral, Luís Giffoni
17/12: Serra, Nereide Beirão
18/12: Padre Eustáquio, Jeferson de Andrade
21/12: Por que esta noite é diferente das outras?, Lemony Snicket
25/12: Bidu: Juntos, Luis Felipe Garrocho e Eduardo Damasceno
30/12: Dois irmão, Milton Hatoum
30/12: Dois irmão, Fábio Moon e Gabriel Bá

Começou a escrever em 2008 para fugir de uma rotina massante no galinheiro e descobriu que era bom naquilo. Ou pelo menos achava que era, já que nunca conseguiu dar nenhum beijo na boca por seus textos. Dizem por aí que continua virgem, mas ele nega.