Finalmente o ano está acabando. Tá, nem vou falar aquele clichê de que o ano passou muito rápido porque seria uma tremenda mentira. Tive que aguentar tanta encheção de saco aqui no galinheiro que, na verdade, demorou demais pra acabar.

Tô sendo pessimista, eu sei. Mas pensa comigo, 2008 foi bem atípico. Um ano em que morre Dercy Gonçalves não pode ser típico. Coitada, ela era a prova ocular da evolução proposta por Darwin. Reza a lenda galinácea que Dercy acompanhou a evolução das aves e foi a primeira a ter uma criação de galinhas. Coitada, descanse em paz!

Outro fato importante foi o acelerador de partículas ter sido ligado. Pensei que o mundo ia acabar naquele dia. Fiquei quietinho no poleiro, só esperando deus me levar. Então falaram que o troço quebrou e dormi mais aliviado.

Só não consegui dormir melhor por causa dessa chuva infernal no final do ano. Ela praticamente alagou o galinheiro. Alguns lugares ficaram debaixo d’água e nem televisão dava pra ver. Toda hora era a cobertura interminável de algum caso de assassinato. Alguém ainda aguenta falar em Isabela Nardoni, Eloá ou João Roberto? Acho que 90% da programação desse ano foi por conta deles.

Mas pelo menos rolou as olimpíadas. O Brasil, confirmando sua fama de país tropical, voltou mais bronzeado que o normal, mas é só um detalhe. Já as paraolimpíadas foram um sucesso. O Brasil ficou lá na frente no quadro de medalhas e ninguém mostrou nada. Ainda bem que a internet é uma invenção que veio para ficar.

E por falar em internet, lembrei que tenho que baixar o novo CD do Guns and Roses. Chinese Democracy finalmente saiu dos planos de Axl, depois de sei lá quantos milhões de eras geológicas. E a chatinha da Mallu Magalhães resolveu sair do underground e pegou o Marcelo Camelo. Eca! Se fosse pra escolher um animal, que escolhesse o frango, ora bolas!

Mas a maior notícia de todas é que a Sandy não é mais virgem. Na verdade, acho que ela ainda é, mas deixa pra lá. Agora fico me perguntando se ela vai entrar pra Família Lima (a banda, não a família mesmo) ou se ela vai preferir cair no esquecimento, já que o Júnior montou uma bandinha com bons músicos e músicas péssimas.

Ah, quer saber de uma coisa? Amanhã volto pra terminar isso. Teve coisa demais em 2008 pra ser falada num dia só. Espero que o mundo não acabe até lá.

Vou desativar meu antigo blog, o “Memórias de um frango”. Para isso, vou resgatar as crônicas que estavam postadas lá, dar uma repaginada e trazer para cá. Essa retrospectiva também foi escrita sem pretensão nenhuma, mas acabou se tornando outra tradição do meu blog. Eu adoro retrospectivas e essa é uma forma bem humorada de relembrar o ano que passou.

Começou a escrever em 2008 para fugir de uma rotina massante no galinheiro e descobriu que era bom naquilo. Ou pelo menos achava que era, já que nunca conseguiu dar nenhum beijo na boca por seus textos. Dizem por aí que continua virgem, mas ele nega.